Artigos

Lipoaspiração: o que precisa de saber antes de ‘esculpir’ o corpo

É um dos mais populares e um dos mais incompreendidos procedimentos de cirurgia plástica a nível global. E basta um inquérito simples para perceber que assim é. Se perguntarmos o que é a lipoaspiração, a resposta mais frequente continua a ser que se trata de uma cirurgia para perder peso. Um erro. Não, a lipoaspiração não serve para eliminar os quilos indesejados, tarefa que cabe à alimentação e exercício. O que este procedimento faz, com resultados muito bons, é remover aquelas gordurinhas nas ancas e nos flancos, os depósitos nos joelhos ou na parte lateral da coxa, tantas vezes heranças genéticas, as gordurinhas que começam a instalar-se no período menopáusico e que não desaparecem com dieta ou exercício.

Se é esse o caminho que pretende seguir, saiba que há alguns factos e mitos que importa conhecer, para que o resultado possa ser o desejado.

 

Mito: A lipoaspiração envolve "sugar" a gordura do corpo.

Facto: A lipoaspiração é uma boa opção para quem não conseguiu remover gordura de áreas do corpo através de exercícios normais e uma dieta saudável.

 

Mito: A lipoaspiração é um substituto eficaz e permanente da perda de peso.

Facto: Este é um procedimento que remove o excesso de gordura, mas pode não ter impacto no peso corporal, pelo menos não tão drasticamente quanto se poderia desejar. Se é perder peso que deseja, então o melhor caminho é mesmo o exercício e a dieta.

 

Mito: A lipoaspiração é rápida e fácil.

Facto: É verdade que as técnicas, quer de lipoaspiração, quer anestésicas, evoluíram imenso. Mas ainda assim, este é um procedimento que não é isento de complicações, devendo ter presente que é uma cirurgia e, como tal, deve ser feita por cirurgião plástico qualificado e num ambiente seguro. E, mesmo com as técnicas mais modernas, não deixa de ser uma cirurgia, com todos os riscos inerentes à mesma.

 

Mito: A lipoaspiração não exige um período de recuperação.

Facto: O pós-operatório de uma lipoaspiração pode ser desconfortável, apresentando edema e equimoses que variam com a localização e a suscetibilidade de cada um. A recuperação imediata varia entre três a quatro semanas e, no dia seguinte a ter feito uma lipoaspiração, há um inchaço, podendo ainda haver sensação de cansaço e até tonturas.

 

Mito: Os resultados da lipoaspiração são imediatos.

Facto: O inchaço começa a diminuir devagar na segunda semana após a lipoaspiração, sendo que, ao fim de um mês, já se notam resultados. Mas até ao sexto mês a pele ainda retrai mais um pouco. Portanto, um resultado final só ocorre ao fim de cerca de seis meses, altura em que a avaliação da necessidade ou não de retoques deve ser feita.



voltar