Tratamentos

Abdominoplastia / Dermolipectomia abdominal

Com a idade ou perda acentuada de peso, verifica-se uma acumulação de excesso de pele e gordura abdominal, associada à flacidez dos músculos rectos abdominais.

Esta cirurgia consiste na remoção do excesso de pele e gordura da parede abdominal e na correcção da flacidez muscular. Isto envolve alguma redução de peso, mas não são os quilos retirados que definirão o resultado estético, mas sim as proporções que o abdómen mantenha com o tronco e os membros.

Raramente esta cirurgia traz sérias complicações, se realizada dentro de certos critérios técnicos. Deve evitar-se associar a outras cirurgias, de modo a reduzir o risco de complicações e a obter uma recuperação mais rápida.

A anestesia usada habitualmente é a epidural e, nalguns casos, a geral. Geralmente, recomenda-se 24 h de internamento e um período de repouso de 15 dias. A cicatriz resultante localiza-se horizontalmente acima do pêlo púbico e prolonga-se lateralmente de acordo com o volume a ser corrigido, ficando sempre escondida sob a roupa íntima ou de banho. O umbigo será também remodelado.

No pós-operatório é utilizada uma cinta cerca de 2 meses para melhorar o conforto e modelar o abdómen. Nos primeiros meses, o abdómen apresenta uma diminuição da sensibilidade e está sujeito a períodos de "inchaço" que vão regredindo durante os primeiros meses.

Nunca se deve considerar como definitivo qualquer resultado antes dos 12 meses de pós-operatório e, como tal, é natural a preocupação de desejar atingir o resultado final antes do tempo. Após 2 meses, pode retomar exercício físico. Deve evitar a exposição solar durante 2 meses.


voltar